Curso – OpenStreetMap

Devido ao grande sucesso, este curso foi transformado em um curso de fluxo contínuo e os(as) participantes podem realizá-lo remotamente e enviar seus resultados de atividades, seguindo as instruções incluídas ao final de cada uma de suas partes.

uMap participantes
uMap dos participantes da primeira edição do curso, realizada em 2023.

APRESENTAÇÃO

O curso de Capacitação em mapeamento com OpenStreetMap oferece os recursos básicos necessários para a realização de mapeamentos colaborativos na Internet, desde a participação como um(a) mapeador(a) até a organização de uma mapatona (maratona de mapeamento coletivo) ou validatona (validação coletiva).

A concepção e instrução do curso é da Dra. Raquel Dezidério Souto (IVIDES.org) e a carga horária é de 60h. Este curso é uma Iniciativa do Instituto Virtual para o Desenvolvimento Sustentável – IVIDES.org e maiores informações devem ser obtidas nesta página e por e-mail curso.osm.ivides@gmail.com.

O curso foi transformado em fluxo contínuo e haverá o processamento dos resultados e a emissão dos certificados, a cada seis meses. O curso será atualizado anualmente.

Os participantes devem enviar seus resultados, utilizando os meios indicados no final de cada Parte do curso, e os mesmos serão avaliados remotamente. O participante receberá seu certificado pelo mesmo e-mail cadastrado no curso. Para receber um certificado de aprovação no curso, o participante deve ter completado satisfatoriamente e enviado 70% das dez atividades indicadas neste programa (ou seja, 7 atividades, no mínimo). Contato: curso.osm.ivides@gmail.com

CRONOGRAMA

SEMANA 1
PARTES 1 E 2Atividades 1A (obrigatória), 1B e 2
SEMANA 2
PARTE 3Atividade 3 (obrigatória)
SEMANA 3
PARTES 4 e 5Atividades 4, 5A e 5B
SEMANA 4
PARTE 6Atividades 6A e 6B
SEMANA 5
PARTES 7 e 8Atividade 7
(*) Para receber o certificado, o participante deve realizar satisfatoriamente e enviar, no mínimo, 70% das dez atividades propostas no quadro acima. Ter atenção, pois as atividades 1A e 3 são obrigatórias. Os resultados das atividades devem ser enviados de acordo com as orientações disponibilizadas no final das partes do curso, constantes desta página.

Este curso está licenciado com Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International (CC BY-NC-SA 4.0). Isso significa que o conteúdo pode ser utilizado, adaptado e distribuído, desde que mencionada a autoria e mantida a mesma licença. E que é vedada a sua comercialização por terceiros. Favor observar que parte do conteúdo (como figuras da Wikimedia ou Wikipedia e de aplicativos), no entanto, é licenciado de outras formas.

COMO CITAR:

SOUTO, Raquel Dezidério. Capacitação em mapeamento com OpenStreetMap. Rio de Janeiro: IVIDES.org. Disponível em https://ivides.org/curso-osm-2023.

Problemas com sua conexão? Veja as dicas aqui


PROGRAMA


PROGRAMA [PDF] | APRESENTAÇÃO DO CURSO [PDF]

Clique nos títulos das seções principais (Abertura, Parte 1, Parte 2, …) para acessar o seu conteúdo:

PARTE 1 – O que é importante saber antes de mapear na web com OSM?

  • Conceitos iniciais
    • Escala, sistema de referência e projeção cartográfica
    • Mapeamento na Internet (Web mapping)
    • Ponto de interesse (POI) e área de interesse (AOI)
    • Informação geográfica voluntária (VGI) e SIG de participação pública (PPGIS)
  • Tipos de variáveis e formatos de dados geoespaciais
  • Transformando variáveis qualitativas em quantitativas
  • O que é o OpenStreetMap (OSM) e o que ele não é!
  • Licença ODbL: o que isso implica na prática
  • O que são mapatonas e validatonas
  • O que não posso esquecer ao mapear com OpenStreetMap

Atividade 1A – OBRIGATÓRIA – Criar uma conta no OpenStreetMap, em https://osm.org, e informar, clicando no LINK PARA O FORMULÁRIO.

Atividade 1B – Apresentar-se ao grupo de participantes do curso, utilizar uma das duas maneiras:

  • enviando mensagem no canal no WhatsApp: NESTE LINK

PARTE 2 – Modelo de dados e armazenamento no OpenStreetMap

  • Elementos
  • Objetos
  • Rótulos
  • Expressão dos elementos em XML

Atividade 2 – Enquete (Quiz) sobre os conceitos da parte 2. Clique no título acima (PARTE 2), para acessar o formulário da enquete no botão azul, no final da página. Atenção: a atividade 2 será considerada como realizada se houver acerto de 70% ou mais das questões (sete ou mais das 10 incluídas no formulário). As notas serão enviadas por e-mail, após a realização do curso e o período de avaliação.

PARTE 3 – Download e upload de dados OpenStreetMap

  • Download de dados, segundo o volume de dados e a temática
  • Upload de dados – iD, RapiD, JOSM, APPs, API do OSM
  • Programas que realizam conversão entre formatos de arquivos de dados
  • Programas que realizam a importação (e exportação) de dados com o RSGBD PostgreSQL

Atividade 3 – OBRIGATÓRIA – Elaborar um projeto resumido de mapeamento, em uma área relativamente pequena a escolher, contendo as informações listadas abaixo. Seguir as orientações que constam na parte 3, para envio dos seus resultados.

  • Objetivo geral do mapeamento – por exemplo: mapear as árvores de um parque;
  • Localização geográfica – escolher uma área pequena (para ser possível realizar as atividades seguintes no OSM) e registrar (anotar, guardar) o seu retângulo envolvente (as coordenadas geográficas em graus decimais dos vértices); os nomes de localidade, município, província, estado, região, país e outros;
  • Duração temporal do mapeamento – seria um mapeamento apenas com data de início? Ou um mapeamento de curto, médio ou longo prazos, com datas de início e fim?
  • Tipos de variáveis – quantitativas e/ou qualitativas;
  • Fontes de dados adicionais – quais poderiam ser as fontes de dados, além dos dados do OSM, mas também livres (como os dados oficiais públicos), importantes para este mapeamento?
  • Fluxograma de execução – qual seria a sequência das etapas de mapeamento, desde o seu planejamento até a exibição dos resultados finais?
  • Recursos humanos e materiais – quais recursos estão disponíveis para este mapeamento? Seriam necessários aplicativos de campo, por exemplo, ou apenas o laptop e uma conexão de Internet seriam suficientes?
  • Cronograma simples das etapas

PARTE 4 – Download de dados e acesso aos editores mais utilizados

  • Consulta e download dos dados em https://osm.org
  • Download no QGIS (versão 3.22 ou superior) – plugins QuickOSM e QuickMapServices
  • Consulta no OverPass Turbo
  • Acessos pelo editor iD e pelo JOSM

Atividade 4 – Realizar download de dados do OSM, referentes à área escolhida no projeto de mapeamento (realizado na Atividade 3), no formato de arquivo .osm. Caso realize o download em outro formato, será necessário convertê-lo para .osm. O arquivo deve ser enviado por e-mail, seguindo as instruções da seção PARTE 4 – Tarefas.

PARTE 5 – Editores iD e RapiD e gestores de tarefas (HOT Tasking Manager/ TeachOSM Tasking Manager)

  • Uso do editor iD, editor default (padrão) em https://osm.org
  • Uso do editor RapiD
  • Uso dos gestores de tarefas: HOT Tasking Manager e TeachOSM Tasking Manager

Atividade 5A – Realizar o mapeamento de 10 objetos na área escolhida para o projeto de mapeamento (realizado na Atividade 3), utilizando o editor iD em https://osm.org.

Atividade 5B – Realizar o mapeamento de todos os objetos dos tipos edificações e vias, em uma das tarefas do projeto de mapeamento de áreas suscetíveis a desastres em Maricá, Rio de Janeiro, Brasil. Esta atividade é realizada no TeachOSM Tasking Manager. Veja na seção PARTE 5.

** Atenção: Para o caso de ter realizado qualquer uma das atividades, é necessário preencher, uma única vez, o formulário disponível na seção PARTE 5 – Tarefas, com os seus resultados. A partir dos seus dados, será realizada a avaliação após o término do curso.

PARTE 6 – Editor JOSM

  • Detalhamento do uso do editor JOSM
  • Download, validação e upload de dados no JOSM

Atividade 6A – Realizar o download dos dados da quadrícula que editou no projeto Maricá (na Atividade 5B), pelo JOSM, utilizando o controle remoto (que é um recurso do próprio programa).

Atividade 6B – Realizar a validação mínima dos objetos (feições) obtidos na Atividade 6A, utilizando a ferramenta de validação do JOSM. Realizar novo upload dos dados para o OSM, ao final da correção dos erros indicados.

** Atenção: Para o caso de ter realizado qualquer uma das atividades, é necessário preencher, uma única vez, o formulário disponível na seção PARTE 6 – Tarefas, com os seus resultados. A partir dos seus dados, será realizada a avaliação após o término do curso.

PARTE 7 – Mapeamento no campo: aplicativos para dispositivos móveis

  • APPs para editar pontos de interesse (POI) e áreas de interesse (AOI)
  • APPs para realizar registro de fotografias
  • APPs para gravação de rotas

Atividade 7 – Realizar o upload de alguns pontos de interesse (POIs) na área onde reside, utilizando um aplicativo para telefone celular, de sua preferência.

PARTE 8 – Como planejar mapatonas e como se comunicar

  • Dicas para o planejamento de mapatonas
  • Principais canais de documentação e comunicação
  • Comunidades OSM

Atenção: Não há atividade nesta parte. Porém… espera-se que os participantes encorajem-se a realizar suas próprias mapatonas após a frequência no curso!

ENCERRAMENTO – BALANÇO FINAL E ORIENTAÇÃO. AGRADECIMENTOS.

Veja os resultados sobre o curso, no vídeo do evento de encerramento desta edição, realizado no dia 24 de agosto de 2023 – o alcance dos participantes; as potencialidades e desafios desta modalidade de curso à distância; e as ações futuras do projeto de extensão.

Para ter acesso aos arquivos deste dia de encerramento do curso de capacitação, clique no título da seção “Encerramento na íntegra”.

Apresentação do capítulo YouthMappers UFRJ

Assista à apresentação do capítulo YouthMappers UFRJ, realizada pela Dra. Raquel D. Souto, na abertura do curso de capacitação em mapeamento com OpenStreetMap.

PDF da apresentação